“Melhor Documentário” é uma categoria que merece atenção no Oscar 2019

BeFunky-collage.jpg A dois dias da entrega das estatuetas, os debates e apostas sobre quais serão os maiores ganhadores da noite estão a todo vapor.  É normal que o interesse do grande público esteja voltado para as categorias mais populares, uma vez que os filmes concorrentes, além de bem distribuídos pelas salas de cinema mundo afora, certamente foram objetos de campanhas milionárias de divulgação. Infelizmente, talvez por conta do difícil acesso às obras indicadas, a categoria de Melhor Documentário em Longa Metragem encontra-se na parcela dos segmentos menos comentados da premiação, sua importância para o cinema, no entanto, é inegável e o potencial das obras indicadas é imenso.

Continuar lendo

Anúncios

Rubem Fonseca em “Carne crua”: o mais atual dos escritores brasileiros

beef-butcher-food-112781

Poucos autores brasileiros produziram uma obra tão relevante, lida e premiada quanto Rubem Fonseca. O escritor já foi laureado com os prêmios Juan Rulfo (2003), Camões (2003), Machado de Assis (2015) e conta com seis vitórias no Jabuti (1970, 1984, 1993, 1996, 2003, 2014) em diferentes categorias. A história de nossa literatura no século XX passa, obrigatoriamente, por diversos de seus livros, tais como Feliz Ano Novo (1975), O Cobrador (1979) e Agosto (1990), apenas para citar alguns deles. Apesar do reconhecimento e da carreira de sucesso, parte da crítica tem recebido os seus lançamentos negativamente, acusando-o de repetir, superficialmente, as mesmas fórmulas do passado. Em novembro de 2018, o mineiro, aos 93 anos, publicou o volume de contos Carne crua, pela Nova Fronteira, que, até o momento, alcançou pouca repercussão. Longe da irrelevância, contudo, o livro demonstra por que Rubem Fonseca ainda é o escritor mais atual das Letras brasileiras.

Continuar lendo

No Cenáculo Indica (43) – Especial Entrevistas no Youtube

sam-mcghee-281613-unsplash

Assistir a entrevistas pode ser um ato muito proveitoso, uma vez que através delas é possível conhecer melhor o entrevistado, seja ele quem for, observando a sua maneira de se expressar e de se posicionar a respeito de diversos assuntos. Pensando nisso, o No Cenáculo Indica de hoje tem como objetivo recomendar algumas entrevistas feitas com personalidades que, de alguma forma, estão relacionadas ao mundo das artes e ao da cultura. Todas as dicas estão disponíveis no YouTube, logo, podem ser acessadas com facilidade. Entre as sugestões, há vídeos com atores e atrizes indicados ao Oscar; um raro relato de um dos maiores escritores da literatura brasileira; uma conversa com um grande estudioso da História da África; e, por fim, os causos de um dos principais comunicadores do país!

Continuar lendo

Indicado ao Oscar, “Vice” combina roteiro irônico e montagem dinâmica

Vice 3

Por Luiz Junior

Apostando nas mesmas premissas que lhe renderam cinco indicações e um prêmio no Oscar de 2016, o diretor Adam McKay entrega uma obra interessante, diferente e atual, principalmente para o público norte-americano, alcançando oito indicações esse ano (incluindo a de melhor filme). Em Vice (2018), acompanhamos, de forma não-linear e mordaz, a vida adulta de Dick Cheney (Christian Bale), vice-presidente dos Estados Unidos durante a gestão George Bush (2001-2009). Com elenco talentoso, direção característica e roteiro dinâmico, o longa sobre essa figura desconhecida e furtiva da política americana é um sério candidato a levar algumas estatuetas na premiação da Academia, no dia 24 de fevereiro. Continuar lendo

Em meio a críticas exageradas, “Trotsky” é apenas mediano

trotsky-capa

Concebida no contexto de comemoração dos 100 anos da Revolução Russa, completados em 2017, o canal Channel One, do mesmo país, lançou, no final daquele ano, uma série com oito episódios contando a história de um dos personagens mais emblemáticos da história: Leon Trotsky. A temporada, exibida no Brasil pela Netflix, causou demasiado burburinho nas redes sociais. Motivados por questões mais ideológicas do que propriamente artísticas, os críticos apontaram diversos erros factuais e se revoltaram com a forma com que o revolucionário foi tratado pela narrativa. Como veremos, os problemas da série são muito mais referentes à obra dramatúrgica em si do que eventuais equívocos biográficos.

Continuar lendo

Apesar das polêmicas, “Green Book: O Guia” merece seu lugar no Oscar

 

MV5BMmE2OGVkNjktZGFhMS00YTZkLTg5Y2ItYmExZDgyMzA4YmU1XkEyXkFqcGdeQXVyNTc5OTMwOTQ@._V1_Apostando em uma fórmula segura e apoiando-se na condição de narrativa baseada em fatos reais, Green Book: O Guia (2018) vem sendo um dos queridinhos dessa temporada de premiações. A produção, que faturou cinco indicações ao Oscar – dentre elas, melhor filme e melhor roteiro original –, é o primeiro longa-metragem solo do diretor Peter Farrelly desde Debi & Loide – Dois Idiotas em Apuros (1994). Continuar lendo